Quando ajudar um liderado

Acredito que times bem formados e liderados aprendem e melhoram simplesmente como resultado do trabalho diário. Uma das principais dificuldades de gerenciar é saber distinguir quando o líder (principalmente técnico) deve ou não resolver uma dificuldade encontrada. Qualquer um dos extremos é prejudicial. Neste post, dou dicas para ajudar o líder a distinguir quando ele deve ajudar seu liderado e quando ele deve deixar que ele resolva sozinho

O time É um deliverable

Qual é um dos maiores riscos (se não o maior) num projeto de software? Segundo Tom DeMarco, um dos mais respeitados consultores e gerente de projetos do mundo, é não conseguir um time que seja capaz de trabalhar junto e resolver o problema. 99,9% do trabalho de um gerente é formar e manter uma equipe produtiva e motivada focada no projeto. Então, por que muitas empresas assumem esse risco se podem eliminá-lo completamente procurando uma equipe unida e pré-formada de um projeto anterior? Por que o time não é normalmente considerado um deliverable do projeto? Neste post comento essas perguntas e suas respostas

Recebendo feedback

Tanto quanto dar feedback, aproveitar bem o feedback que você recebe é uma arte onde é preciso prática e esforço. O segredo está em ajudar a pessoa que está dando feedback.

Feedback, feedback, feedback

Uma das coisas que acho mais difíceis de fazer é dar feedback. Bons feedbacks, mesmo difíceis e negativos, deixam uma experiência positiva, pessoas se sentindo satisfeitas e valorizadas. Se o feedback for mal dado ou, pior ainda, for omitido, o impacto pode ser desmoralizante e duradouro. Neste post coloco uma dica e os cuidados que devemos tomar ao dar feedback